CINESIOTERAPIA NO PACIENTE COM TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO: ESTUDO DE CASO

Marina Conceição Campos, Gabriel Borges Delfino, Patrícia Elaine Bellini, Mônica Cristina Paulo Andrade

Resumo


Introdução: O traumatismo cranioencefálico (TCE) é caracterizado como um insulto ao cérebro,
causado por um força externa, que pode produzir uma lesão anatômica ou comprometimento
funcional do couro cabeludo, crânio, meninges e encéfalo. TCE é a causa mais comum de morte
em adulto jovens no mundo, sendo responsável por 2/3 das mortes intra-hospitalares e uma
proporção ainda maior de incapacidade funcional. Pode ser classificado de acordo com o
mecanismo, gravidade e morfologia anatômica, podendo resultar em deficiência cognitiva, do
funcionamento físico, comportamental ou emocional, dependo da área lesionada. Objetivo:
Demonstrar o efeito da cinesioterapia no paciente com TCE. Materiais e métodos: Participou
do estudo, um homem de 43 anos, que se encontrava em atendimento na Clínica Saúde do
Instituto de Ensino Superior de Itapira, com diagnóstico de TCE, apresentando falta de
dissociação de cinturas, pouco equilíbrio ao deambular, encurtamentos de isquitibiais e
dificuldades na coordenção motora. Resultados: Neste estudo de caso foi constatou-se que as
intervenções com cinesioterapia, houve uma evolução satisfatória frente ao quadro do paciente
e pelo tempo de tratamento realizado. Conclusão: É necessário um tempo maior de intervenção
para melhores resultados e a realização de novas pesquisas, tendo como foco, a reabilitação
fisioterapêutica em pacientes vítimas de TCE, a fim de se obter comparações dos resultados
entre grupos de indivíduos e para confirmar a importância da fisioterapia na reabilitação
funcional destes.


Texto completo:

PDF


Contato: Prof. Dr. Joaquim M. F. Antunes Neto (Editor Chefe) - consciesi@gmail.com